Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo OAB

NOTA OFICIAL: FENAJ solidariza-se com o presidente da OAB e exige reparação do Presidente

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) solidariza-se com o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, covardemente agredido pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro. Nesta segunda-feira, 29, em entrevista à imprensa, Bolsonaro disse que poderia contar a Santa Cruz como o pai dele desapareceu na ditadura militar (1964/1985), caso a informação o interessasse. O Presidente disse, ainda, que Santa Cruz "não vai querer saber a verdade" sobre o pai, Fernando Augusto de Santa Cruz Oliveira, desaparecido, após ser preso durante a ditadura militar. É assustador que justamente o presidente da República, um dos principais responsáveis por assegurar direitos e garantias coletivas e individuais, viole a Constituição e vilipendie o Estado Democrático de Direito, usando do deboche para agredir a memória da luta do povo brasileiro e ampliar a dor dos familiares de um desaparecido político. Os jornalistas brasileiros, seus Sindicatos e sua Federação, que…

Se presidente da OAB quiser saber como pai dele desapareceu na ditadura, eu conto, diz Bolsonaro

Fernando Santa Cruz Oliveira, pai do presidente do órgão, desapareceu após ter sido preso por agentes do regime militar no Rio
Brasília | Ao reclamar sobre a atuação da OAB na investigação do caso de Adélio Bispo, autor do atentado à faca do qual foi alvo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que poderia explicar ao presidente do órgão, Felipe Santa Cruz, como o pai dele desapareceu durante a ditadura militar. "Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele." "Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar nas conclusões naquele momento. O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco e veio desaparecer no Rio de Janeiro", disse o presidente. 
Felipe …